[Outros Mundos] Apetite Sexual 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco
O Site | Quem somos | Contato | Cadastre-se | Apoiadores
Equipe | Perguntas freqüentes

Home   Edições impressas   Cursos e Eventos   Todos os artigos  
Resenhas   Anuncie   Quer colaborar?  
Google

Você está aqui: Home » Artigos sobre Alimentação e Nutrição
Artigo mais recente (veja mais 3 artigos nesta área)

Apetite Sexual

Há quem garanta que certas comidas influem no apetite sexual, mas as virtudes apregoadas pelos afrodisíacos não são confirmadas por estudos científicos. A função sexual pode ser a nossa resposta física a uma sucessão de hormônios, mas o apetite sexual é mantido, basicamente, por uma mente ativa em um corpo sadio.

A boa função nervosa, níveis saudáveis de hormônios e um fluxo sanguíneo sem obstruções para a área pélvica, são essenciais ao desempenho mental e sexual. Para manter esses sistemas em bom funcionamento a dieta deverá se basear em legumes, grãos e outros carboidratos complexos, com muitas frutas e verduras e níveis modestos de proteínas. Este tipo de dieta proporciona muitas vitaminas, principalmente as do complexo B.

São particularmente importantes as frutas cítricas para obter a vitamina C, que fortalece as paredes dos vasos sanguíneos, e os laticínios de baixo teor de gordura; os grãos enriquecidos e as verduras de cor verde-escuro para obter a riboflavina, que mantém as membranas mucosas que revestem o aparelho reprodutor feminino.

A vitamina B5, também chamada de ácido pantotênico, é essencial para a produção dos hormônios supra-renais que influenciam a função nervosa. Ele encontra-se na maioria dos alimentos, além de ser fabricado, também, pelas bactérias normais do intestino, o que garante que o seu fornecimento seja mantido mesmo quando a dieta carece de outros nutrientes essenciais.

Ainda não se estabeleceu uma conexão comprovada entre a vitamina E e a função sexual. Muitos especialistas, entretanto, acreditam que sem uma boa dose desta vitamina, que pode ser encontrada nos ovos, aves, frutos do mar, grãos, germens de trigo e cereais enriquecidos, a função sexual sofra redução. A fadiga e a depressão são os vilões mais comuns nos problemas sexuais. Essas condições costumam estar ligadas entre si, e ambas podem ser combatidas com um programa regular de exercícios físicos, que estimula a produção de endorfinas (substâncias do cérebro que aumentam a disposição). Em alguns casos, a fadiga pode estar ligada a uma anemia por carência de ferro, cujas reservas orgânicas podem ser recompostas com uma dieta de carne magra, peixe e frutos do mar, legumes, cereais enriquecidos e damasco seco.

O zinco está ligado à função sexual, embora sua importância em relação à energia sexual ainda não tenha sido explicada. Sua falta retarda o desenvolvimento sexual das crianças, e os homens precisam de zinco para produzir esperma. O zinco se encontra em abundância nos cereais enriquecidos, no iogurte desnatado e na carne de vaca.

Se a circulação não for boa, o pênis poderá não responder às mensagens do impulso sexual. A dieta com pouca gordura saturada, que evita a formação de placas de gordura nos casos sanguíneos, é boa tanto para os homens quanto para as mulheres, mas para os homens é duplamente importante. Shakespeare observou que o vinho “provoca o desejo, mas rouba a atenção”.

O álcool em excesso desativa as inibições comportamentais, mas essa liberação pode ser anulada pelo seu efeito depressivo. O álcool também tem uma função semelhante ao hormônio feminino estrogênio. E este pode ter um efeito devastador sobre a masculinidade, causando impotência e retração dos testículos em homens que bebem muito.

Assim como as gorduras saturadas, a nicotina também é um inimigo das artérias, pois ela não somente promove a formação da placa ateroesclerótica nos vasos sanguíneos do pênis, como também os contrai. O poder dos afrodisíacos é tão somente o da sugestão. Por exemplo, a forma sugestiva confere uma aura afrodisíaca ao aspargo e à cenoura, legumes que têm baixa caloria e muitos nutrientes, mas nenhum deles melhora o desempenho sexual. Os herbanários recomendam o açafrão como estimulante sexual, mas não há qualquer evidência de que isso realmente aconteça. Nos Estados Unidos, as autoridades classificaram o ginseng como seguro, mas não admitem as suas qualidades afrodisíacas ou medicinais. Os estudos revelam que ele eleva a estamina e excita o comportamento de acasalamento entre os camundongos e ratos, não se podendo garantir, no entanto, que os efeitos nos seres humanos sejam os mesmos.

O quebracho, nome comum em espanhol para descrever espécies de árvores de madeira muito dura, também é considerado afrodisíaco em alguns países. Seu extrato, a ioimbina, realmente dilata os vasos sanguíneos periféricos e as membranas mucosas, mas também reduz a pressão arterial e pode causar impotência temporária. A ioimbina não é segura e pode ser perigosa se ingerida com alimentos que contenham tiramina, como queijo curado ou vinho tinto.

A cantárida, remédio feito à base do corpo triturado de um besouro do mesmo nome, que se utilizava com freqüência na medicina antiga (por exemplo, na Grécia Antiga), em beberagens para fins diuréticos ou afrodisíacos, causa irritação intensa do trato urinário e genital, o que algumas pessoas interpretam como estímulo sexual. Na realidade, a cantárida é uma droga que pode ser fatal. Você encontra este texto, com suas ilustrações, em www.efecade.com.br, site do autor, arquivo Ser Humano, O, pasta Corpo Humano.

Publicado em 04/09/2012 às 17:08 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


TEMOS MAIS 3 ARTIGOS SOBRE :
A importância do cálcio na alimentação - Parte 1
Alimentação Saudável ajuda a Prolongar a Vida
Óleo de Abacate x Perda de Peso

 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da Auto-ajuda, terapias e esoterismo e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: contato@luzes.org
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.